O Papel do Seguro na Vida das Pessoas

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

O seguro começou no Brasil em 1808, com a chegada da família real portuguesa e com a abertura dos portos brasileiros ao comércio internacional.

O primeiro seguro de que se tem notícia é o marítimo, que naquela época foi fundamental na reposição dos investimentos em embarcações e produtos transportados que sofriam eventuais perdas.

Hoje, o mercado segurador no Brasil gera milhares de empregos e tem um papel importante no desenvolvimento do país. Ele representa mais de 6% do PIB nacional, e a previsão é de que nos próximos anos cresça de forma significativa.

O seguro também permite que as pessoas e as empresas possam se planejar com confiança. Confiança para fazer planos, constituir famílias, adquirir bens e desenvolver negócios. Confiança que traz a certeza de que as pessoas estarão sempre amparadas para prosseguir com o seu dia a dia, os seus sonhos e os seus projetos, mesmo após momentos difíceis e desafiadores.

A evolução do mercado de seguros é importante para a própria evolução do país, e para que as pessoas tenham mais tranquilidade em todos os momentos e em todas as fases da vida. E que consigam se preparar para enfrentar eventuais riscos e também se planejar para o futuro. Especialmente em países como o nosso, com uma expectativa de vida cada vez maior, o seguro é um instrumento de apoio e preparação para se viver mais e melhor.

Ao reconhecer todas essas questões, pode seguir para o primeiro passo: procurar um bom profissional, ou seja, um corretor de seguros habilitado pela Susep.

O papel social de uma seguradora auxilia nas atividades humanas, minimizando os riscos à vida, à saúde e aos familiares, junto a sociedade em geral. Além disso, contratar um seguro, seja para as mais diferentes finalidades ajuda não apenas o assegurado, mas outras pessoas a partir de seu desempenho social, com a geração de empregos e conversão de impostos. 

A verdade é que a contratação de um seguro colabora para diversos aspectos da sociedade.

Por isso, não precisa se ater na hora tomar essa decisão, pois essa é sem dúvida a melhor escolha que você fará para o bem da sociedade e para a sua vida.

Principais Tipos de Seguros

Podemos aqui ter o exemplo de vários seguros, para diferentes situações:

Esses seguros ainda podem ser combinados com amparos complementares de outros produtos, como cobertura de despesas educacionais, quitação de dívidas, inventário, etc. Perceba que se trata de um mix de proteções que vai além da indenização à família. Hoje em dia, existe inclusive o seguro de vida resgatável. Ele faz parte de um planejamento financeiro, não tem aumento pela idade e garante o resgate após determinado período de carência (com juros e correções).

E você? O que tem feito para viver a vida de uma maneira mais segura? Se precisar de uma consultoria, fale com a ACOL! Basta clicar aqui.

Leia também